.

.

12 de ago de 2011

A única mudança: dentro de si

DX traz trechos de sua poesia autoral para Festival Independente. Foto: Poliana Bolqui
O 1º festival de Arte Independente produzido pelo Coletivo Arte e Rua não conta apenas com programação musical. Além das exposições artísticas espalhadas pelo bar, acaba de acontecer uma intervenção cênica apresentada por DX, estudante de artes visuais e ator pelo TUM - Teatro Universitário de Maringá.

Suas intervenções são através de leituras dramáticas de poesias autorais. A primeira, do lado de fora do bar, foi a letra de uma das músicas de sua banda, Anônimos Aduzidos. E a segunda, que aconteceu no palco do Tribos Bar, deixou o público presente boquiaberto. 

Eu, apaixonada por literatura, sofri uma síncope durante apresentação do DX. Hipnotizada, me pego até agora pensando que talvez ninguém nunca tenha conseguido me fazer passar tantos minutos completamente paralisada em frente a um palco manifestando apenas uma única reação: sorrir satisfatoriamente.

Mas, já que não consigo escrever todas as impressões que me causaram esta noite tão cheia de artes transversais e linguagens plurais deixo, por enquanto, a frase final recitada por DX, representando a que vieram os integrantes do coletivo Arte e Rua, com sua proposta de um festival renovador para o contexto artístico da cidade: “Atenção: a única mudança a ser feita é a dentro de si”.

3 comentários:

Lucas Trabuco disse...

Foi D+++
ninguem esperava tbm, hehehe

Anônimo disse...

Prova de que é um "festival renovador" foi o fato que um dos Seguranças queria me "passar um rodo" quando ocorreu a primeira Intervenção. Termos do próprio segurança.
-D.X

Bruno Vicentini disse...

DX é artista!